Arquivos:

Diversos

Com nota de R$ 200, real ganha cédula de novo valor pela primeira vez em 18 anos

Lobo-guará flagrado próximo à barragem de Santa Maria, no DF — Foto: Brasília É o Bicho/Divulgação

A criação da nota de R$ 200 anunciada nesta quarta-feira (29) pelo Banco Central faz parte de uma história de raras mudanças na gama de cédulas de real desde o início de circulação da moeda. Trata-se de um novo valor pela primeira vez desde 2002.

Há 18 anos, era lançada a nota de R$ 20, último lançamento de quantia em nota no país. Um ano antes, em 2001, surgiu a nota de R$ 2. No meio tempo, houve a aposentadoria da nota de R$ 1, em 2005.

Em comum, os lançamentos de cédulas têm um mesmo objetivo: diminuir as transações feitas com dinheiro vivo, economizando com impressão de papel moeda.

Para o lançamento das notas de R$ 2 e R$ 20, o Banco Central havia realizado estudo que indicava redução de mais de 30% no uso de cédulas com os novos valores. A lógica é simples: sem a nota de R$ 20, eram necessárias quatro notas de R$ 10 para chegar a R$ 40.

A nota de R$ 200 aparecem em contexto parecido. Neste mês, o governo teve um gasto extra de R$ 437 milhões para impressão de cédulas, com o objetivo de imprimir R$ 100 bilhões adicionais em dinheiro de papel.

De acordo com a área econômica, a crise do novo coronavírus foi um dos motivos para o aumento da procura. A pandemia levou as pessoas a “entesourarem” recursos em casa, ou seja, manter reserva em cédulas.

Outro motivo apontado é a necessidade de fazer frente ao pagamento do auxílio emergencial – estimado em mais de R$ 160 bilhões considerando as cinco parcelas aprovadas.

Boa parte dos beneficiários, sobretudo os de menor renda, preferiu sacar o benefício em espécie. Apenas segundo números da Caixa Econômica Federal, mais de 20 milhões de saques foram feitos até essa quarta-feira.

G1
Diversos

Caixa conclui nesta terça (14) saque da 1ª parcela

Ilustrativa

A Caixa conclui nesta terça-feira (14) o saque da primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 a 1,3 milhão de beneficiários nascidos em outubro, novembro e dezembro. Com isso, o calendário para a retirada em dinheiro para o grupo de 4,9 milhões (lote 3), que fez o cadastro entre 1º e 26 de maio, termina hoje, num total de R$ 3,2 bilhões.

O saque para este grupo, que terminaria no dia 18, foi antecipado para finalizar nesta terça. Já no dia 18, começa um novo calendário de saque para o grupo de 40,4 milhões de beneficiários do lote 1 (terceira parcela), lote 2 (segunda parcela) e lote 4 (primeira parcela).

Todos esses lotes de beneficiários já receberam o depósito em dinheiro na conta poupança social digital. O valor fica disponível apenas para o pagamento de contas, boletos e para a realização de compras por cartão de débito virtual ou QR Code.

Já quem preferir sacar o dinheiro em espécie tem que seguir o calendário. Também é possível fazer transferências bancárias nesta data, para evitar aglomerações em agências bancárias.

R7
Diversos

Confira a programação de lives deste fim de semana

Xand, do Aviões do forró (à esq.), e Wesley Safadão se apresentam neste sábado (11)

As lives, transmissões ao vivo pela internet, se tornaram uma forma de artistas manterem o contato com os fãs e continuar fazendo shows mesmo em meio à quarentena devido ao novo coronavírus. E nesta semana, diversos músicos vão realizar suas apresentações.

Confira abaixo a lista com as principais lives, que serão realizadas nos canais no YouTube de cada artista:

Quinta (09)

  • Arrigo Barnabé (Em Casa com Sesc) – 19h – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link

Sexta (10)

  • Roberta Campos (Em Casa com Sesc) – 19h – Link
  • Claudia Leitte – 19h30 – Link
  • Chico César (ShowLivre Play) – 20h – Link
  • Roupa Nova – 21h – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link

Sábado (11)

  • Rai Saia Rodada – 16h – Link
  • Cezar e Paulinho – 17h – Link
  • Silva – 19h – Link
  • Wesley Safadão e Xand Avião – 20h – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Link

Domingo (12)

  • Diogo Nogueira – 12h – Link
  • Salgadinho – 16h – Link
  • Teresa Cristina – 22h – Lin
Agora RN
Diversos

Renato Aragão deixa a Globo após 44 anos: “Nova etapa, não paro nunca”, diz

Aos 85 anos, Renato Aragão enxerga a sua saída da Globo como o início de uma nova etapa profissional

Como tem feito com outros profissionais veteranos ligados ao entretenimento, a Globo comunicou a Renato Aragão que não vai renovar o seu contrato, que se encerra nesta terça-feira (30). O criador de Didi Mocó esteve ligado à emissora por 44 anos.

Em conversa com o UOL, o ator e humorista de 85 anos reiterou a disposição de seguir em frente: “Para mim, ampliou meus projetos. Você não sabe como eu estou gostando. É uma nova etapa. Não paro nunca, sempre trabalhando. Eu me considero meio máquina, meio humano”, diz.

Sobre a longa trajetória na Globo, Renato observa: “Muita alegria”. E elenca: “Primeiro, Os Trapalhões. São 20 anos de sucesso contínuo. Criei o Criança Esperança, que também foi uma maravilha. Depois a Turma do Didi. Fiz muita coisa, tive muita alegria na TV Globo, não tenho nada de ruim para falar. Estou muito feliz com ela”.

E acrescenta: “Nós chegamos a um acordo. Contrato é uma coisa simbólica. Continuo trabalhando na Rede Globo por projetos pontuais e faço projetos em outras plataformas. É a oportunidade de fazer também em outro lugar”, diz ele.

O humorista não revela com quem está conversando. “Não posso falar porque são coisas em negociação”. Mas especula-se que há projetos sendo discutidos na Netflix e na Amazon. À frente dos Trapalhões, Renato Aragão estreou na Globo em 1977, após três anos (1974-76) na Tupi. Exibido aos domingos, antes do “Fantástico”, o humorístico ficou no ar até agosto de 1995. As mortes de Zacarias (1934-1990) e Mussum (1941-1994) levaram ao fim do programa.

Em 1998, Renato estreou outro dominical, “A Turma do Didi”, exibido até 2010. Também gravou inúmeros especiais neste longo período na emissora carioca, além de ter sido por muito tempo a cara da Globo na campanha Criança Esperança.

O último trabalho na emissora ocorreu em 2017. A Globo ensaiou uma volta dos Trapalhões, num formato híbrido, que não funcionou bem. Didi e Dedé Santana interagiam com um quarteto formado por Didico (Lucas Veloso), Dedeco (Bruno Gissoni), Mussa (Mumuzinho) e Zaca (Gui Santana), sobrinhos dos personagens originais. A experiência rendeu apenas uma temporada, de dez episódios.

Em paralelo à atividade na televisão, Renato já protagonizou 42 filmes, realizados entre 1965 e 2017. O último foi “Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood”. Um novo projeto, com a Globo Filmes, foi adiado, segundo ele próprio informou em abril .

Sintonizado com as novas mídias, Renato abriu uma conta no Instagram, que hoje tem 3,5 milhões de seguidores. E esta semana comemorou 1 milhão de seguidores no TikTok, a rede social do momento. “É uma brincadeira séria”, diz.

“Não paro de trabalhar”, repete Renato. “Tenho muitas ideias acumuladas. Está tudo na fila. Didi tem projetos de filmes e seriados. Muita coisa boa para lançar daqui a pouco”.

A situação de Renato é semelhante a que enfrentaram nos últimos meses Aguinaldo Silva, Miguel Falabella, Zeca Camargo, Vera Fischer e José de Abreu, entre outros. A Globo não renovou os contratos destes profissionais, argumentando estar implantando um novo modelo de “gestão de talentos”.

Cortando custos, a emissora deixa aberta a possibilidade de voltar a contratar estes profissionais experientes por obra, para a realização de trabalhos específicos. Em nota postada no Instagram nesta manhã, Renato Aragão comentou a sua nova situação:

“São 44 anos de estrada e me vejo diante há uma mudança! São novos tempos, novos parceiros, novos projetos e novos desafios. Minha grande parceira durante esses anos foi a Rede Globo, que me acostumei a chamar de minha casa. Mas diante a novos tempos e políticas internas de contratação, vamos iniciar uma nova fase e trabalhos pontuais. Tenho em minha vida pessoal e profissional a fluidez e o equilíbrio, vou onde meu público espera que eu esteja e melhor ainda, onde não esperam, pois sempre gostei e gosto de surpreendê-los, e não será diferente nessa nova fase! Já estou com novas oportunidades de trabalho e novos tempos que estão prestes a iniciar.”

Em maio de 2019, fui à casa de Renato Aragão, no Rio, conversar sobre o sucesso que estava fazendo no Instagram, sua relação com os fãs, haters e fake news e a sua esperada volta à TV e ao cinema.

UOL
Diversos

Ceasa limita entrada de pessoas a partir de hoje (29)

A equipe de fiscalização estará na portaria monitorando e orientando sobre a nova medida

A Administração da Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa-RN) comunica que a partir desta segunda-feira (29), só será permitida a entrada de uma pessoa por família no local. A nova medida sanitária visa o enfrentamento da Pandemia provocada pela Covid-19.

Desta forma, a equipe de fiscalização estará na portaria monitorando e orientando sobre a nova medida. A Administração ressalta que todas as medidas tomadas são para segurança e proteção de todos que fazem parte da Ceasa-RN.

Diversos

Lives do fim de semana: Safadão, Ivete Sangalo, Rolling Stones e mais shows para ver em casa

Semanalmente, o quarteto libera apresentações raras em seu canal oficial do Youtube

Sexta-feira (19)

  • Jorge & Mateus, Maiara & Maraisa, César Menotti & Fabiano, Leonardo, Guilherme & Santiago (Universo Alegria) – 18h
  • Lucy Alves – 18h
  • Carlos Careqa e Mário Manga (Em Casa com Sesc) – 19h
  • Dorgival Dantas – 19h
  • A Loba – 19h
  • Padre Reginaldo Manzotti – 19h
  • Dead Fish – 20h
  • Elba Ramalho – 20h
  • Filipe Ret – 20h
  • Gustavo Mioto – 20h
  • Jorge Aragão – 20h30
  • Romin Mahta – 21h
  • Arraiá Jonas Esticado – 21h
  • Teresa Cristina – 22h

Sábado (20)

  • Belo – 15h
  • João Rock e Você (Alceu Valença, Marcelo D2, Poesia Acústica e mais) – 16h
  • Israel Novaes – 17h
  • Rionegro & Solimões – 17h
  • Pedra Letícia – 17h
  • Dennis DJ – 17h
  • himarruts – 17h50
  • Furacão 2000 – 20h
  • Gino & Geno – 20h
  • J. Balvin – 20h
  • Wesley Safadão, Luan Santana, Dorgival Dantas e Raí do Saia Rodada – 20h
  • Ivete Sangalo – 22h
  • Teresa Cristina – 22h

Domingo (21)

  • Bom Gosto – 13h
  • Michel Teló – 13h3
  • Guilherme e Santiago – 14h
  • Léo Santana – Baile da Santinha – 15h
  • The Rolling Stones – 16h
  • Planta e Raiz – 17h
  • Simone – 18
  • Vanessa Moreno (Em Casa com Sesc) – 19h
  • Teresa Cristina – 22h
G1
Diversos

“Já pensando em 2021”, diz Wesley Safadão sobre cancelamento de shows

Cantor Wesley Safadão

Na noite desta segunda-feira (15) Wesley Safadão participou do programa Conversa com Bial, da TV Globo, e lamentou a série de shows que tiveram de ser cancelados por causa da pandemia do novo coronavírus.
Seguindo orientações sanitárias e para evitar aglomerações que poderiam proliferar o vírus, todas as apresentações foram adiadas. “Tem dias que eu acordo e parece que a ficha não caiu. É como se eu fosse sair para trabalhar. Ainda é tudo muito estranho”, confessou o cantor.

Ele disse que acompanha as notícias e não acredita que o ritmo de trabalho para os cantores e bandas voltará ao normal até o fim do ano. “Tudo é achismo, tudo é incerto, mas a gente tem que se preparar. Tem algumas pessoas que já estão marcando datas para outubro e novembro. Se voltarmos em novembro ou dezembro será lucro e estaremos preparados, mas fiz uma reunião com minha equipe e já estamos trabalhando pensando em 2021, porque ninguém sabe de nada ainda”, relata.

Safadão teve de adiar toda a extensa agenda de show de abril e maio, incluindo festas juninas tradicionais como a de Campina Grande, na Paraíba, intitulado “O Maior São João do Mundo”, que reúne mais de dois milhões de pessoas, e a de Caruaru, em Pernambuco.

“Faz muito tempo que eu não fazia três shows no mesmo dia e esse ano eu iria fazer. Assim como o carnaval tem sua importância para os artistas baianos, para nós aqui do Nordeste, o forró prevalece de uma forma incrível. São 30 dias de festa”, explicou a Pedro Bial.

Agência Estado
Diversos

Edyr Vaqueiro promove live solidária para profissionais da área de shows, inspirada em festa junina

Edyr Vaqueiro não vai deixar a cultura da festa junina em vão com a realização de uma live junina para ajudar as famílias dos profissionais e músicos do Staff de shows.

Celebrações de São João não estão previstas para junho, mas, no que depender de Edyr Vaqueiro, o vaqueiro da sanfona, uma coisa é certa: pode preparar o bolo de milho e o quentão que a animação está garantida.

No próximo sábado, dia 13, o artista, que faz parte do casting da New Line Music, uma das maiores produtoras do Nordeste, comanda a live “São João no Ranchinho”, no YouTube, a partir das 16h. “A proposta surgiu como alternativa para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade, profissionais liberais e músicos que estão sem renda por conta do cancelamento de shows em virtude da pandemia do novo coronavírus.

É um momento de olhar para o lado e caminhar junto”, destacou o dono do hit “Ranchinho”, que já ultrapassou a impressionante marca de 11 milhões de visualizações e é presença de destaque nos maiores eventos das regiões Norte e Nordeste do país.

Além do viés solidário, a transmissão, que deve durar em média três horas, também visa divulgar empresas, entreter quem está em casa e unir pessoas de diversos lugares do mundo. Empatia é a palavra de ordem!

Diversos

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves chega ao maior volume desde 2012

Segundo o Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, atualizado nesta quinta-feira (28), a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório estadual, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, atingiu 60,87% do seu volume total, o que equivale a 1.444.593.821 m³. Desde outubro de 2012 o manancial não atingia este represamento de águas.

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares.

As reservas hídricas superficiais totais do RN já acumulam 2.330.418.082 m³ que correspondem a 53,24% da capacidade total de represamento de águas pelos reservatórios monitorados pelo Igarn. Esta também é a melhor situação hídrica do Estado desde o ano de 2012.

A barragem Umari, localizada em Upanema, está represando nesta quinta-feira (28) 251.182.162 m³, que correspondem a 85,78% da sua capacidade total que é de 292.813.650 m³. Este é o maior volume de águas acumulado pelo reservatório desde de 2009, ano em que o manancial chegou a sangrar.

A barragem Santa Cruz do Apodi voltou a receber aporte hídrico após algumas semanas sem a chegada de quantidade substancial de água na represa e acumula atualmente 215.955.460 m³, que correspondem a 36,01% da sua capacidade total que é de 599.712.000 m³.

O reservatório Marechal Dutra, também conhecido como Gargalheiras, continua a receber aporte hídrico. Está represando 14.800.654 m², percentualmente, 33,32% da sua capacidade total que é de 44.421.480 m³. Este é o maior acumulo de água do manancial desde fevereiro de 2013.

A barragem Pau dos Ferros também aumentou de volume e já acumula 20.483.894 m³, que correspondem a 37,35% da sua capacidade total que é de 54.846.000 m³. Desde agosto de 2012 o reservatório não atingia este represamento de águas.

O açude Rio da Pedra, localizado em Santana do Matos, está acumulando 6.053.074 m³, que correspondem a 44,5% da sua capacidade total que é de 13.602.215 m³. O manancial não represa essa quantidade de água desde dezembro de 2012.

Outro reservatório que recebeu água das últimas chuvas foi o de Cruzeta, que está acumulando 5.034.194 m³, percentualmente, 21,38% da sua capacidade total que é de 23.545.745 m³. A última vez que o manancial represou esse volume hídrico foi em junho de 2014.

O açude Itans, localizado em caicó, está acumulando 10.900.117 m³, que correspondem a 14,37% da sua capacidade total que é de 75.839.349 m³. O reservatório chegou a secar no início deste ano e nos últimos meses vem se mantendo na cota dos 10 milhões de metros cúbicos.

Apesar de ainda estar em estado de alerta, com menos de 10% da sua capacidade, o açude Esguicho, localizado em Ouro Branco, recebeu pequeno aporte hídrico, acumulando 651.564 m³, que correspondem a 2,33% da capacidade total do manancial que é de 27.937.310 m³. Apesar do pouco volume acumulado, desde março de 2016, o reservatório não represava essa quantidade de água.

Os reservatórios que permanecem com 100% da sua capacidade são: Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz; Apanha Peixe, em Caraúbas; Encanto, no município de Encanto; Mendubim, em Assu; Beldroega, localizado em Paraú; Morcego, em Campo Grande; Dourado, em Currais Novos; o açude Pataxó, em Ipanguaçu, também voltou a sangrar.

Os Reservatórios que já sangraram nesta quadra invernosa do interior e continuam com níveis acima dos 90% das suas capacidades, são: Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 99,67%; Passagem, em Rodolfo Fernandes, com 98,04% e Santo Antônio de Caraúbas, com 98,5%.

Outros açudes já acumulam mais de 70% das suas capacidades, casos de: Marcelino Vieira, localizado no município de Marcelino Vieira, com 73,17% e Rodeador, em Umarizal, com 82,02% do seu volume máximo.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, apenas 2 estão com níveis inferiores a 10% da sua capacidade, sendo, portanto, considerados em nível de alerta. São eles: Passagem das Traíras, que está em reforma e não pode acumular grande volume hídrico, com 1,36% do seu volume máximo e Esguicho, em Ouro Branco, com 2,33% da sua capacidade. Percentualmente o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.

Já os mananciais completamente secos também são 2, Inharé, localizado em Santa Cruz; e Trairi, localizado em Tangará. Em termos percentuais o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.

Situação das lagoas

A Lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, está atualmente com 100% da sua capacidade que é de 11.019.525 m³.

A Lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, está com 44.220.850 m³, correspondentes a 52,48% da sua capacidade total de acumulação que é de 84.268.200 m³.

A Lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, também está com o seu volume máximo que é de 11.074.800 m³.

Agora RN
Diversos

IBGE devolve taxa de inscrição a candidatos à seleção para o Censo

Cerca de 100,7 mil candidatos pagaram as taxas, que variam de R$ 23,61 (para candidatos a recenseador) a R$ 35,80 (para agente censitário)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) inicia hoje (19) a devolução de R$ 2,82 milhões para os candidatos inscritos no concurso de seleção para trabalhar no próximo Censo. A pesquisa, que seria realizada neste ano, foi adiada para 2021 devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19).
Por isso, a seleção para contratar temporariamente 208.695 pessoas foi cancelada em março deste ano.

A devolução será feita por meio do aplicativo Carteira Digital BB, do Banco do Brasil, que pode ser baixado em celulares com sistema Android ou iOS. Não é necessário ser correntista do banco para usar o aplicativo e receber o dinheiro.

A escolha pelo aplicativo foi feita para evitar que as pessoas se desloquem até uma agência bancária e se formem aglomerações. Cerca de 100,7 mil candidatos pagaram as taxas, que variam de R$ 23,61 (para candidatos a recenseador) a R$ 35,80 (para agente censitário).

O Censo é feito, regularmente, a cada década, a fim de se conhecer, por meio de pesquisas no próprio domicílio, a realidade da população brasileira.

Agência Brasil

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design: John Carlos
Programação: Caio Vidal
Suporte: Agi Comunicação
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!