Arquivos:

Barragem de Oiticica

Obras na barragem de Oiticica são suspensas por tempo indeterminado

Obras na barragem de Oiticica – Foto: Divulgação

O secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH), João Maria Cavalcanti, anunciou nesta segunda-feira (23) que as obras na barragem de Oiticica, no Oeste potiguar, serão suspensas por tempo indeterminado a partir da próxima quarta (25).

Em nota, a secretaria afirmou que a medida foi estabelecida em prevenção ao novo coronavírus.

Confira a nota completa:

Pela presente, autorizo a paralisação dos serviços objeto dos Contratos nº 039/2010 – SEMARH, referente à Execução das Obras Civis para Construção da Barragem Oicica e nº 034/2019 – SEMARH cujo objeto é a execução do remanescente das obras civis de implantação urbana e edificações de uso institucional e residencial do Povoado de Nova Barra de Santana, firmados entre o Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH) e o Consórcio EIT/ENCALSO, considerando a recomendação das autoridades sanitárias do País e do Estado e a necessidade de se buscar diminuir o fluxo de pessoas em espaços coletivos, para migar a disseminação do novo coronavírus no Rio Grande do Norte; considerando que medidas similares têm se mostrado de alta eficácia e vêm sendo adotadas em outros Estados e Países para enfrentamento do novo coronavírus; considerando a necessidade de se intensificarem as medida de enfrentamento ao novo coronavírus (COVID-19), com fundamento no Decreto nº 29.512, de 13 de março de 2020, que dispõe sobre medidas temporárias de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus (COVID-19) no âmbito do Poder Executivo Estadual; no Decreto nº 29.513, de 13 de março de 2020, que regulamenta, no âmbito do Estado do Rio Grande do Norte, o disposto na Lei Federal nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020; no Decreto nº 29.524, de 17 de março de 2020, que dispõe sobre medidas temporárias para o enfrentamento da Situação de Emergência em Saúde Pública provocada pelo novo Coronavírus (COVID-19); e no Decreto nº 29.534, DE 19 DE MARÇO DE 2020, no qual foi declarado estado de calamidade pública, para os fins do art. 65 da Lei Complementar Federal nº 101, de 4 de maio de 2000, em razão da grave crise de saúde pública decorrente da pandemia da COVID-19 (novo coronavírus), e suas repercussões nas finanças públicas do Estado do Rio Grande do Norte. Esta Ordem de Paralisação entrará em vigor a partir de 25 de março do corrente ano.

Barragem de Oiticica

RN vai pedir R$ 80 milhões a ministério de Rogério Marinho para obras de Oiticica

Barragem de Oiticica entre os municípios de Jucurutu, Jardim de Piranhas e São Fernando – Foto: Divulgação

Com a chegada de Rogério Marinho ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) – nomeado na semana passada no novo cargo –, o Rio Grande do Norte espera melhorar a relação com governo federal e obter R$ 80 milhões para conseguir finalizar, até o mês de dezembro, as obras da Barragem de Oiticica, o reservatório hídrico localizado entre os municípios de Jucurutu, Jardim de Piranhas e São Fernando

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) vai apresentar plano de trabalho para concluir o projeto – estimada em R$ 550 milhões – até o fim deste mês. “Vamos solicitar recursos do Ministério de Desenvolvimento Regional para um novo plano de trabalho para a conclusão do projeto.

A elaboração do novo plano de trabalho deverá ser concluída em até 15 dias. Após isso, nós teremos de fazer ‘carreira’ até Brasília”, diz João Maria Cavalcanti, atual titular da pasta.

Por Agora RN

Barragem de Oiticica

Empresa ameaça poluir água limpa represada na barragem de Oiticica

A empresa que toca a obra de Oiticica ameaça poluir toda a água acumulada na bacia da barragem. Na imagem é possível ver o líquido esverdeada por trás da parede ainda em construção, e é exatamente esse dejeto que será devolvido à bacia no leito do rio.

O denunciante, que prefere não ser identificado, disse ao blog Jair Sampaio que esteve hoje na obra e soube da notícia do remanejamento. A empresa está instalando equipamentos para bombear a água com mau cheiro para a represa que guarda água limpa.

Ainda em construção, a barragem de Oiticica acumula 5 milhões de metros cúbicos de água, segundo medição feita em 31 de janeiro de 2019 pela EMARH-RN. “Tem peixes mortos, muita lama e o fedor é insuportável por trás da parede”, conta o morador.

Jair Sampaio
Barragem de Oiticica

Peixes morrem em água represada pela barragem de Oiticica, no RN

Peixes sobem o rio Piranhas/Açu, que abastece a barragem de Oiticica, em Jucurutu — Foto: Canindé Soares

Peixes, aos milhares, estão morrendo na barragem de Oiticica, no município de Jucurutu, na região Seridó potiguar. Segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), trata-se de um efeito comum em rios represados, que acabam formando pequenas lagoas com oxigênio insuficiente para os animais.

Moradores da região relataram que os peixes começaram a aparecer mortos no início desta semana. A Semarh afirma que a maioria é da espécie tilápia, mas não soube estimar a quantidade de animais mortos.

Ao G1, o secretário João Maria Cavancanti disse que medidas já estão sendo tomadas para fazer a retirada dos animais mortos, e adiantou também que canais devem ser abertos para que haja uma interligação entre as lagoas que se formaram com o curso do rio, e que isso deve ajudar a melhorar a oxigenação da água, evitando nova mortandade.

“A morte de peixes em rios que possuem barramento, como é o caso do Rio Piranhas/Açu, que leva água até a barragem de Oiticica, é algo comum. O problema é que, com as chuvas, o nível do rio sobe e os peixes acompanham essa subida. Depois, com a redução das chuvas, o rio seca e se formam pequenas lagoas, onde os peixes acabam ficando presos. E, com o tempo, o oxigênio da água acaba”, explicou o secretário.

G1 RN
Barragem de Oiticica

Obra de Oiticica receberá mais R$ 19 milhões

FOTO: CAROL REIS / GAC

A governadora Fátima Bezerra conseguiu a garantia da liberação de R$ 19 milhões para a conclusão da barragem de Oiticica, em Jucurutu. A ação é vital para a manutenção do cronograma da obra – a principal no campo da segurança hídrica no Rio Grande do Norte. A confirmação veio do general Carlos Alberto dos Santos Cruz, ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência, na reunião realizada nessa quarta-feira (29), em Brasília.

“Tratamos da infraestrutura hídrica do Rio Grande do Norte e saímos com a garantia de liberação dos recursos na próxima semana. A barragem de Oiticica é um importante reservatório do estado que trará segurança hídrica para a região do Seridó”. Com o ministro do Desenvolvimento, Gustavo Canuto, a governadora solicitou R$ 30 milhões para a Barragem Passagem de Traíras. “O ministro foi bastante sensível, e aguardamos que em breve ele possa assegurar estes recursos para a recuperação desta também importante barragem para o povo do Seridó”, enfatizou a governadora.

A barragem será o terceiro maior reservatório hídrico do estado, com capacidade para armazenar 560 milhões de m³ de água. A obra alcançou 74% do trabalho realizado, com previsão de custo chegando a R$ 550 milhões. Quando concluída o reservatório beneficiará diretamente mais 40 municípios potiguares, melhorando a vida de cerca de 800 mil pessoas com a oferta de água para o Seridó e Vale do Açu, além das regiões Central e Oeste. Oiticica é um dos polos do Projeto Seridó, que visa dar segurança hídrica à região interligando os sistemas adutores.

A obra tem mais de R$ 63 milhões em emendas parlamentares que estão empenhadas ainda em 2017 e 2018, mas estes recursos ainda não foram liberados. Ainda há mais R$ 50 milhões destinados pelos parlamentares potiguares dentro do orçamento de 2019 que não foram empenhados pelo Governo Federal.

Portal no Ar
Barragem de Oiticica

Projetada para ser entregue no final de 2016, Barragem de Oiticica está 70% concluída

Projetada para ser entregue no final de 2016, a Barragem de Oiticica ainda está com 70% das obras físicas concluídas. Mesmo atrasado em mais de dois anos, o serviço corre o risco de parar. Um alento para a situação daquele que, quando pronto, será o segundo maior reservatório do Rio Grande do Norte deve vir de um plano de investimentos do Governo Federal no valor de R$ 15,7 bilhões para o semiárido nordestino. Este projeto será lançado pelo ministro de Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, nesta quinta-feira, 11.

Gustavo Canuto, conforme disse a governadora do Estado, Fátima Bezerra, do PT, assegurou recursos para evitar que os serviços parem no reservatório que está sendo construído em Jucurutu, na região Seridó. “O ministro assumiu o compromisso de que até sexta-feira (12) dará um posicionamento sobre a liberação imediata de recursos para evitar a paralisação das obras de Oiticica. A paralisação não pode acontecer, de maneira nenhuma”, disse a gestora.

A promessa do ministro foi feita em reunião de políticos do estado e especialistas em recursos hídricos com o ministro Canuto. Quem também participou do encontro foi o arcebispo metropolitano de Natal, D. Jaime Vieira Rocha. O sacerdote disse que saía da audiência “cheio de muitas esperanças de que a barragem será finalmente concluída”.

“O Governo do Estado firmou compromisso de trabalhar de maneira incansável para que o cronograma seja cumprido, ou seja, concluir a obra até o fim de 2019 para ser entregue em 2020”, disse Fátima Bezerra, estabelecendo um novo prazo para a obra.

De acordo com o Governo do RN, além da Barragem de Oiticica, outros nove projetos hídricos do estado serão contemplados com os investimentos prometidos até 2035. Um deles é o Eixo Norte – Trecho 4, que vai levar água da transposição do Rio São Francisco para a Bacia Apodi/Mossoró.

Portal no Ar
Barragem de Oiticica » Francisco do PT

Deputado Francisco do PT produz vídeo para mostrar a grandiosidade da obra da Barragem de Oiticica

O deputado Francisco do PT, presidente da Frente Parlamentar das Águas na ALRN, visitou as obras do complexo da Barragem de Oiticica, em Jucurutu, na data em que se comemorou o Dia Mundial da Água.

Ele aproveitou o dia para acompanhar o andamento dos trabalhos e falar sobre a importância da obra sonhada há décadas, que terá capacidade para armazenar quase 600 milhões de metros cúbicos de água.

Em um vídeo produzido pelo parlamentar, ele reforçou o apoio em favor não apenas da barragem, mas também dos moradores da região, que serão relocados para uma nova vila, que está em construção.

Confira o vídeo!

Barragem de Oiticica

Para coibir pesca ilegal, poluição e abusos de motoristas, PM fiscaliza banho na barragem de Oiticica

A Polícia Militar, por meio da Companhia Independente de Policiamento Ambiental, iniciou neste domingo (24) um trabalho preventivo para coibir abusos que vê ocorrendo na barragem de Oiticica, na região Seridó potiguar.

O objetivo é proibir a pesca ilegal, já que está em vigência a piracema (período de reprodução de peixes de água doce), o descarte irregular de lixo, poluição sonora, além de crimes de trânsito.

O reservatório ainda está em construção. Porém, com as boas chuvas registradas no início do ano, uma das paredes secundárias da barragem começou a sangrar – atraindo centenas de visitantes.

O movimento no balneário torna-se ainda maior durante os finais de semana.

“Não estamos querendo impedir o banho nem a diversão de ninguém.Mas abusos precisam ser evitados.Estão lavando veículos dentro da água, além da pesca irregular. Nossa missão é fiscalizar e dar segurança, visto a grande quantidade de pessoas. Assim, fomos de barraca em barraca para orientar para não jogarem lixo. A poluição sonora também é uma preocupação”, reforçou o tenente Rafael Victor, comandante da Cipam na região.

G1 RN
Barragem de Oiticica » Jucurutu

Ainda em construção, barragem de Oiticica está perto de ‘sangrar’

Com 70% de obras realizadas – pelo menos na parte estrutural – a barragem de Oiticica, em Jucurutu, região Oeste potiguar, acumula 5 milhões de metros cúbicos de água, segundo a Secretaria Estadual de Recursos Hídricos do Rio Grande do Norte. Isso representa menos de 1% da capacidade total prevista para a barragem, mas a imagem já chama a atenção de quem visita a região.

Um vídeo feito pelo secretário do Comitê da Bacia Hidrográfica Piancó-Piranhas-Assu e assessor do movimento dos atingidos pela construção do Complexo Barragem de Oiticica, Procópio Lucena, mostra uma calha secundária da barragem, com a água prestes a “sangrar”.

“É esta calha que ficará aberta para o escoamento das águas do rio Piranhas até que todas as obras sociais do Complexo barragem de Oiticica sejam concluídas. Só após isso, ela será fechada. Fruto das chuvas as águas desta calha, a água está transbordando em direção a Jucurutu-Barragem Armando Ribeiro”, afirmou Procópio.

A imagem foi confirmada pelo secretário de Recursos Hídricos, João Maria Cavalcanti. De acordo com ele, trata-se do braço esquerdo do rio, que foi deixado com a “cota” (altura) mais baixa justamente para sangrar e não atrapalhar os serviços que estão sendo feitos em outras partes da barragem. “A cota nessa parte está em 88, até que a obra termine. Então ela irá para 115 – um metro a mais que a principal, que vai ter um 114”, explicou o secretário.

A “sangria” na região não causa risco às obras, nem aos moradores da região, segundo o secretário. De acordo com ele, na repactuação da obra ficou definido o prazo até dezembro deste ano para que a barragem seja concluída. Ainda segundo ele, o que mais o preocupa atualmente são as obras “sociais”, que envolvem transferência de moradias, por exemplo.

“As obras sociais estão um pouco mais atrasadas. Vamos nos empenhar mais nessa parte para poder concluir o quanto antes”, disse o secretário.

G1 RN

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design: John Carlos
Programação: Caio Vidal
Suporte: Agi Comunicação
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!